Contos Reunidos

  • Marca: Editora 34
  • Modelo: 9788573266573
  • Disponibilidade: Em Estoque
  • R$ 89,00

Calcular Frete

  • Contos Reunidos

SinopseEsta coletânea reúne o conjunto de 28 contos de Fiódor Dostoiévski (1821-1881), do primeiro ao último ano de sua trajetória como escritor, todos eles em traduções diretas do russo. Projeto único em se tratando deste autor, e procurando ser fiel ao espírito de sua obra, foi utilizada aqui uma concepção ampla de "conto", que inclui também breves novelas, narrativas autônomas dentro de romances e peças jornalísticas com viés ficcional. Do amplo grupo de textos, dos quais vários são absolutamente inéditos no Brasil, assoma uma visão renovada da obra do grande escritor russo - que colhia seu material em polêmicas literárias e políticas, em notícias do cotidiano e em suas próprias reflexões como "publicista" formador de opinião na sociedade russa, utilizando a narrativa curta como um verdadeiro laboratório de criação, inclusive para seus grandes romances, de Crime e castigo (1866) a Os irmãos Karamazov (1880). Além dos contos mais conhecidos do início de carreira, como "O senhor Prokhártchin", "Romance em nove cartas" e "Uma árvore de Natal e um casamento", destaca-se na coletânea a primeira narrativa breve publicada pelo autor, "Como é perigoso entregar-se a sonhos de vaidade" (1846), o conjunto de textos de ficção publicados em Diário de um escritor (periódico editado pelo próprio Dostoiévski entre 1873 e 1881), além das duas versões de "A mulher de outro e o marido debaixo da cama" e "O ladrão honrado" (1848 e 1860). O volume inclui ainda um belo texto de apresentação de Fátima Bianchi, da Universidade de São Paulo, que analisa a importância das narrativas curtas na obra de Dostoiévski, e uma cronologia detalhada da vida do escritor, mapeando a produção de cada um de seus contos, novelas e romances.


Sobre o Autor

Fiódor Dostoiévski nasceu em Moscou a 30 de outubro de 1821, e estreou na literatura com Gente pobre, em 1846. Após ser preso e condenado à morte pelo regime czarista em 1849, teve sua pena comutada para quatro anos de trabalhos forçados na Sibéria, experiência retratada em Recordações da casa dos mortos (1862). Após esse período, escreve uma sequência de grandes romances, como Crime e castigo e O idiota, culminando com a publicação de Os irmãos Karamazov em 1880. Reconhecido como um dos maiores autores de todos os tempos, Dostoiévski morreu em São Petersburgo, a 28 de janeiro de 1881.


Escreva um comentário

Você deve acessar ou cadastrar-se para comentar.