Dando uma de Puta: a Luta de Classes das Profissionais do Sexo



Adicionar ao Carrinho

R$ 50,00

Não sei o CEP

Autor:
Melissa Gira Grant
Editora:
Autonomia Literária
Formato:
Livro
Idioma:
Português
Edição:
1
Páginas:
176
Acabamento:
Brochura
Peso:
0.196

A indústria do sexo é uma fonte inesgotável de drama lascivo para a grande mídia. Nos últimos anos, assistimos a um pânico generalizado em relação aos “distritos da luz vermelha online”, que supostamente seduzem mulheres jovens e vulneráveis para uma vida de degradação. A tendência atual de escrever e descrever experiências reais de trabalho sexual alimenta uma cultura obcecada pelo comportamento das profissionais do sexo. Raramente esses relatos temerosos vêm das próprias trabalhadoras, e nunca se desviam da posição – comum entre feministas e conservadoras – de que essa indústria deve ser abolida e as trabalhadoras devem ser resgatadas de sua condição. Melissa Gira Grant vira essas devoções de cabeça para baixo, defendendo uma reformulação na forma como pensamos o trabalho sexual. Com base em dez anos de escrita e reportagem sobre o comércio do sexo e fundamentada em sua experiência como organizadora, defensora e ex-trabalhadora desse mercado, Dando uma de puta desmantela os mitos generalizados sobre o tema, critica ambas as condições dentro da indústria do sexo e sua criminalização, e argumenta que separar esse trabalho da economia “legítima” só prejudica aqueles que realizam trabalho sexual. Aqui as demandas das profissionais do sexo, por muito tempo relegadas às margens, ocupam o centro do palco: o trabalho do sexo também é trabalho, e os direitos das profissionais do sexo são direitos humanos. Grant critica o policiamento das trabalhadoras do sexo, as condições dessa indústria e as discussões em torno de como vemos o trabalho do sexo. [Ela] atinge os pontos principais desses grandes tópicos e assume uma posição poderosa sobre os direitos das trabalhadoras do sexo. – River H. Kero, Book Riot Um manifesto persuasivo… Debaixo do argumento estrategicamente inclusivo de Grant se esconde uma crítica política mais dura da transformação da política e da economia desde os anos 1970. – London Review of Books Como os salvadores autoproclamados comandam a atenção da mídia convencional por sua cruzada em nome das mulheres traficadas, Melissa Gira Grant fornece uma contra-narrativa afiada e poderosa, uma crítica em camadas, com espírito de justiça contra tais intervenções, bem como uma pedra no sapato necessária no ʻfeminismo carcerárioʼ. Uma leitura importante, esclarecedora e envolvente. – Liliana Segura, editora sênior, The Intercept Gira Grant tece seu caminho através da hipocrisia e do devocionismo com inteligência, eloquência, perspicácia e uma dose de indignação necessária. – Laura Kipnis, autora de How to Become a Scandal


Mais livros: Autonomia Literária





>
Dúvidas? Precisa de ajuda?
Fale conosco pelo WhatsApp!
WhatsApp